Blog

Sesapi inicia distribuição de testes rápidos de coronavírus para hospi

122020Sat, 04 Apr 2020 00:00:00 -0300am 0Apr-03

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) recebeu, na quinta-feira (2), do Ministério da Saúde, mais de oito mil testes rápidos, para a realização de exames para identificação do novo coronavírus (Covid-19). A Secretaria contará ainda com mais 20 mil testes que foram comprados pelo Governo do Piauí.


O material já foi entregue para hospitais da capital e do interior. As entregas começaram ainda na noite de quinta para o Hospital da Polícia Militar, Hospital Getúlio Vargas, Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella, Hospital Infantil Lucídio Portella e para os dez hospitais regionais que compõem a Rede Estadual de Saúde.

“ Vamos ampliar ainda mais o número de testagem com esse lote que recebemos e com mais 20 mil testes, que foram adquiridos pelo Governo do Piauí. Vamos receber 10 mil, nesta sexta-feira (3) e, na próxima terça (7), chegarão outros dez mil que serão disponibilizados também para os demais hospitais estaduais”, disse o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Os testes, recebidos pela Sesapi, também foram entregues para a Fundação Municipal de Saúde de Teresina e dois hospitais conveniados com a rede de saúde pública (Hospital Universitário e Hospital São Marcos). “O Piauí foi um dos primeiros estados do Nordeste a realizar testes para o novo coronavírus e com o aumento do número de testes vamos poder ampliar ainda mais o controle da doença, no estado”, afirmou o secretário.

Indicações
Com resultado em até 20 minutos, os testes rápidos são indicados apenas para os profissionais dos serviços de saúde e da segurança. Os testes são feitos apenas após o sétimo dia do início dos sintomas de síndrome respiratória, como tosse, dificuldade para respirar, congestão nasal e dor de garganta, para detectar a presença de anticorpos (IgG e IgM), que são defesas produzidas pelo corpo humano contra o vírus SARS-CoV-2, que causa a Covid-19.

“Vale lembrar, que esse é um teste qualitativo para triagem e auxílio diagnóstico. Portanto, o teste deve ser usado como uma ferramenta para auxílio no diagnóstico da Covid-19. Resultados negativos não excluem a infecção pelo vírus SARS-CoV 2”, enfatiza Florentino Neto.

Repórter: Amanda Dourado

​CORONAVÍRUS: Wellington reforça dicas de proteção com os idosos

122020Fri, 03 Apr 2020 00:00:00 -0300am 0Apr-03

O governador ressaltou que os cuidados devem ser redobrados para que as pessoas não levem o vírus para dentro de casa.

A Covid-19, doença causada pelo vírus Sars-CoV-2, exige atenção para o grupo de risco, por isso as medidas preventivas adotadas pelo Governo do Estado objetivam proteger a todos, em especial os idosos, que fazem parte desse grupo de risco. O governador Wellington Dias destacou os cuidados necessários com as pessoas com mais de 60 anos.

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde, 81% dos casos de Covid-19 apresentam sintomas leves, como tosse e coriza, 14% dos infectados apresentam sintomas graves e 5% evoluem para um quadro crítico, que podem levar à morte. As estatísticas apontam que a maior parte dos óbitos ocorrem em pessoas consideradas integrantes do grupo de risco: idosos; pessoas com doenças respiratórias, como asma e bronquite; fumantes; diabéticos; hipertensos; e pacientes com HIV.

O chefe do Executivo estadual ressaltou que os cuidados devem ser redobrados para que as pessoas não levem o vírus para dentro de casa. “A nossa preocupação é com todos os piauienses, mas temos que ter um cuidado especial com as pessoas do grupo de risco maior, são as pessoas com mais de 60 anos, que possuem diabetes, hipertensão, ou seja, problemas que as colocam em risco maior se contrair a doença. Então, é importante que essas pessoas não saiam de casa e que os familiares também tomem o cuidado para não levar a contaminação da rua para dentro de casa”, afirmou o governador.

Wellington observa que é importante que essas pessoas evitem sair de casa. “Caso haja a necessidade de ir à farmácia, ao supermercado, banco, enfim, dar preferência pelas pessoas mais jovens e ao retornar, tomar os cuidados com o que é trazido de fora e assim preservar a vida das pessoas queridas que são do grupo de risco. É isso que queremos evitar, por isso o ideal é permanecer no isolamento social, em casa”, frisou Dias.

Repórter: Marília Andrade - CCOM

Governo planeja atender afetados pela Covid-19 que não receberem benefícios federais

122016Sat, 01 Oct 2016 00:00:00 -0300am 0Oct-03

O governo estadual estuda formas de alcançar as famílias que não se enquadram nos critérios estabelecidos pelo governo federal

O governador Wellington Dias conduziu, na tarde desta quinta-feira (2), uma videoconferência com gestores de diversos órgãos, para discussão de alternativas de auxílio para a população em situação de vulnerabilidade econômica e social, por conta das restrições impostas nas medidas de combate ao coronavírus e em função das chuvas. O governo estadual estuda formas de alcançar as famílias que não se enquadram nos critérios estabelecidos pelo governo federal para concessão dos benefícios emergenciais anunciados. A ordem é que ninguém fique desassistido.
“Vamos fazer busca ativa para que essas pessoas sejam ajudadas por nós, reunindo todos os órgãos possíveis para alcançar o máximo de famílias.É preciso levantar o que falta em termos documentais e resolver. Os que não se enquadrarem, vamos ajudar por outras fontes” determinou Dias.
Uma das medidas cogitadas é o repasse do recurso da merenda escolar. O dinheiro equivalente ao investimento feito para a alimentação do estudante na rede estadual, seria transferido para a conta bancária do responsável pelo mesmo. O Piauí desembolsa mensalmente mais de R$ 4 milhões com merenda, a maior parte do recurso é proveniente do tesouro estadual.
“Um banco oferece a alternativa de creditar o dinheiro em três dias. A instituição usa um aplicativo que gera um código para o beneficiado, que pode sacar o valor ou usar o crédito na rede comercial credenciada”, explicou o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera.
O governo estuda ainda a possibilidade de transferência do recurso referente ao transporte escolar, que parou desde que as aulas foram suspensas, em 16 de março. O dinheiro também pode ser usada para a aquisição de cestas de alimento. Segundo números da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), 135 mil estudantes estão matriculados na rede estadual, sendo desses, 77 mil cadastrados no programa Bolsa Família. O principal programa de transferência de renda do governo federal beneficia ao todo 430 mil famílias piauienses.
Os profissionais autônomos também foram citados como prioridade. O governador Wellington Dias determinou uma concentração de esforços envolvendo a Junta Comercial (Jucepi) e outros órgãos para cadastramento e enquadramento desses trabalhadores, para que possam receber algum auxílio.
Participaram da reunião virtual, além do governador, os gestores da Educação, Ellen Gera; Defesa Civil, Geral Magela; Justiça, Carlos Edílson; Assistência Social e Cidadania, Zé Santana; a vice-governadora, Regina Sousa e o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Frederico.
Assistência aos alagados
A Defesa Civil estadual segue no atendimento aos atingidos pelas chuvas. De acordo com dados apresentados pelo secretário Geraldo Magela, o órgão já atendeu 3.500 famílias com concessão de cestas de alimento e kits de higiene, nos municípios de Piripiri, Pedro II, Barras, Batalha, Esperantina, Porto, Joca Marques, Luzilândia, Buriti dos Lopes e Teresina.
Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Frederico, o nível dos rios registraram sensível redução nos últimos dias. Ainda assim, a corporação permanece pronta para atender em caso de necessidade. O governador Wellngton Dias determinou o envio de embarcações e alimentos para atendimento a alagados na região de Campo Largo, no Norte do Piauí.
Redação CCom

Anunciantes

  • Anunciante 1
  • Anunciante 2
  • Anunciante 3
  • Anunciante 4